CaféOceano_Paleo-magnetismo: Da História da Terra aos Tsunamis

   Temos o prazer de receber Eric Font, Investigador da Fundação Instituto Dom Luís em Lisboa, que irá apresentar o tema "Paleo-magnetismo: Da História da Terra aos Tsunamis".
   Todos nós sabemos que a Terra tem um campo magnético que orienta as nossa bússolas.      Mas este campo magnético mudou ao longo da História do Planeta.   Se quiser saber porquê, quando e como?   Ou ainda como é que a ciência utiliza o magnetismo para estudar os grandes eventos da História da Terra, desde das grandes extinções de espécies até aos tsunamis, só precisar de vir ao próximo Café Oceano...  
5ª feira 22 Março 18:30

1 comentário:

Viva melhor! disse...

Olá!
Adoro o teu blog, já o sigo!
E a crise? Crise... crise... crise... farta de ouvir falar nisso e mesmo por isso optei por contorná-la :)
E tu estás nessa?
Passa no meu blog, aproveita e dá uma vista de olhos no texto Just Been Paid e aproveita os 10 dólares que te oferecem ao fazeres o registo!
Este sistema está testado. Já funciona há 2 anos! A cada dia entram cerca de 3.000 pessoas!
Paga 2% ao dia, 60% ao mês, e 150% em 75 Dias.
Podes retirar dinheiro todos os dias.
Está sediado num paraíso fiscal, e é infinitamente auto sustentável.
E podes começar já sem teres de investir dinheiro do teu bolso!
Regista-te agora e recebe 10 dólares para testares o sistema e começar a ganhar!
Por exemplo:
Com os $10 de oferta, vais ganhar $20 ao final de 75 dias!
Se investires $100, vais ganhar $324.80 ao final de 75 dias!
Depois do registo terás direito a uma calculadora onde vês quanto vais ganhar consoante o que investes!
Vê este vídeo onde é tudo explicado:
http://www.youtube.com/watch?v=7gqABnK2_j0
Para mais informações visita o meu blog e vem conhecer o sistema que anda a dar dinheiro a tanta gente! :)
Espero por ti!
Até já*

café com arte... na Chaf@rica


Pouco importa se não somos apelidados de Espaço Cultural, apraz-nos dizer que o trabalho não cabe “ao café”, mas se este serve para modificar nem que seja um só pensamento, o de não se deixar aprisionar, então este facto não lhe tira valor nem vigor, antes lhos acrescenta. Nas palavras de Agostinho da Silva “ O espirito afirma-se resistindo às classificações”. O nosso trabalho não vai além de uma tentativa de melhorarmo-nos através de experiências, saberes e conhecimentos que nos são entregues por quem se predispôs a apresenta-los, expandindo assim o saber e os conhecimentos de todo o tipo, podendo em simultâneo melhorar-se, pois a repetição traz atrás de si o melhoramento. O Iluminismo enquadra-se no Séc. XVIII; é conhecido pelo “Séc. das Luzes”, entende-se por luminismo um meio para atingir o progresso. É presença marcante de pares opostos e complementares: despotismo e tolerância; razão e emoção; progresso e tradição; filósofos e anti filósofos; clássicos e românticos; cultura e politica; o respeito do gosto único versus a defesa de inspiração individual e um pensamento que defende as artes mecânicas e os artesãos. Grosso modo predomina a razão e a lógica, a defesa da tolerância e a veemente permuta de ideias e de criações. O centro do conhecimento desloca-se da corte para os cafés, clubes e redações de imprensa política. A “Chafarica”, espaço café com arte é criada mediante dois conceitos: O primeiro incide na exposição tanto quanto possível, no encadeamento dos conhecimentos humanos, a segunda, os princípios gerais de base e os que lhe dão corpo e substância, o negócio em si. Encontramos neste perfil, componentes que são um “reflexo” do Séc. das luzes. Pretendemos deste modo concretizar um sonho, o de trabalhar em algo de que se gosta e que se acredita. A “Chafarica”, um café com arte, pretende tornar-se um lugar de convívio; de tertúlia; de confidência/inconfidência; de reflexão; de crítica; de inconformismo; de discussão… A “Chafarica” como espaço de memória/desmemória; de cultura; de letras; de ciência; de artes; de construção e desconstrução; de encontro e desencontros… A “Chafarica” como lugar de lazer; de conforto; de ócio; de emoção… A “Chafarica” é um espaço de sociabilidade; de convivência entre pessoas. A “Chafarica” pretende vir a ser um espaço onde o individuo inconformado poderá trabalhar-se, seja no individual, seja no coletivo, com todas as suas consequências inerentes daí resultantes para o desenvolvimento social. Somos aprendizes, pretendemos melhorar, partindo do princípio que cada trabalho tem um cariz pedagógico e que este é contínuo, demorado e eterno. … mas a “Chafarica” pretende também ser um simples café, onde chegamos, bebemos e saímos… com vontade de voltar.


Os Cafés como Espaço de convívio e discussão estão a fechar e a empobrecer a memória das cidades.

Os Cafés como Espaço de convívio e discussão estão a fechar e a empobrecer a memória das cidades.
Espaço de Sociabildade de convivência, tiveram um papel crucial no desenvolvimento da consciência colectiva e critica face ás ideologias hegemónicas. Foram históricamente lugares de pensamentos alternativos onde se divulgaram projectos Culturais e Politicos. Os Cafés têm perdido um pouco de centrabilidade cultural perante outros espaços, à custa de um "desenvolvimento perverso" há riqueza e diversidade Cultural que se está a perder, mas não tem que ser assim. Os Cafés não têm necessariamente de desaparecer, transformar (o) Espaço em Café de Espaço Cultural, Eventos recreativos e Lúdicos, são algumas sugestões e acima de tudo recriar novas formas de convívio. Dando assim inicio ao Projecto "Gritando Silênciosamente..."

Nº de Curiosos...

Traffic Counter